terça-feira, 14 de maio de 2013

SEM DESESPERO

Caros celestes,

O que assistimos no último domingo foi um jogo em que o Cruzeiro soube se comportar por apenas 20 minutos, os dez minutos iniciais de cada tempo. No mais, deixou o rival monotítulo jogar o seu futebol que atualmente é tido como um dos mais eficientes do país. Se tivéssemos entrado em campo comprometido com a marcação e sem qualquer vergonha escalado dois jogadores para fazer uma marcação individual em Ronaldinho e em Bernard, certamente a história teria sido outra. A diferença de 3 gols ontem, pela liberdade que o Cruzeiro deu em campo, ficou até de bom tamanho. Mas se pensar bem, quando estávamos na condição de favoritos na final dos estaduais de 08, 09 e 11, não vacilamos! Fomos implacáveis: 5 x 0, 5 x 1 e 2 x 0, este último invertendo a vantagem e com dois gols em 10 minutos.

De qualquer forma, temos que levantar a cabeça e reconhecer que estamos iniciando um trabalho, ao passo que o time adversário está com o time montado. O time deles é bom, mas o nosso é bom também. Não há motivo para desespero, o ano é longo, o elenco é bom, e a nossa sede é por uma conquista de prestígio.

O projeto do Cruzeiro não pode ser questionado pelo desempenho no estadual, temos que avaliá-lo ao final do ano, pois não seremos o maior do mundo se revertermos o quadro atual e conquistarmos o título, e nem seremos os piores se não formos campeões. O fato é que entraremos fortes no Brasileirão e continuaremos fortes na Copa do Brasil.

Evidentemente que temos a obrigação de ganhar o próximo clássico. Jogar com sangue nos olhos, marcação implacável, confiança em alta, e o resto, ah... o resto pode deixar com a mística camisa estrelada.

Claro, vai ser difícil. Precisamos ganhar pela diferença de 3 gols, mas e daí? Quem não se lembra de 2011? iríamos passar a integrar o desprestigiado grupo dos que disputaram a segunda divisão se não ganhássemos o clássico. Mas o final todo mundo sabe como foi, não é?

Então é o seguinte, domingo pode ser mais um dia para entrar para as nossas páginas heróicas imortais, mas se não for, nada de desespero, porque o ano de 2013 continuará prometendo.

No mais é invadir a Toca 3 e lotar a Sampa Azul. Dá-lhe Cruzeiro e saudações celestes!

Álvaro Bomfim

Nenhum comentário: