domingo, 4 de dezembro de 2011

TIME GRANDE NÃO CAI!


No jogo da salvação, o Cruzeiro depena as frangas por 6 a 1 e escapa do rebaixamento.

Eram 90 minutos para salvar 90 anos de existência. Para amenizar um dos piores – se não o pior – ano de nossa história.

Não vou mentir. Depois de um campeonato desastroso, de inúmeras partidas horrorosas, de jogadores acomodados ou limitados vestindo nossa camisa. Especialmente, depois do empate contra o Atlético-PR em casa e depois de deixarmos escapar a vitória ante o Ceará, quando faltavam apenas 9 minutos para a salvação... Confesso que estava muito apreensivo pelo futuro do Cruzeiro.

Chegar na última rodada, em um clássico, com o rival salvo da degola e podendo nos rebaixar fez da semana dos cruzeirenses um verdadeiro inferno. Ainda mais pois estávamos sem os dois melhores jogadores do elenco: Fábio e Montillo.

Para nós, só a vitória interessava. Só ela salvaria nosso time da maior vergonha de nossa história. E motivados por essa paixão inexplicável que é torcer pelo Cruzeiro, que supera a tudo e nunca abandona o time, LOTAMOS a Sampa Azul. Tal qual a nação celeste fez na Arena do Jacaré.

Antes do jogo, uma comoção sem igual. TODOS que lotaram a Sampa Azul cantaram sem parar até o apito inicial. E assim permaneceram durante TODA a partida... e por horas depois.

O jogo.

Se a tensão era grande, hoje o futebol do time foi ainda maior. Em campo o Cruzeiro simplesmente se entregou totalmente a partida. Não deu a menor chance para o time zebrado sequer encostar na bola.

Hoje, tudo dava certo para nosso time. Era dividida atraz de dividida. Não havia bola perdida e todos correram durante os 90 minutos sem parar. Empenho este que foi premiado aos logo aos 8 minutos em cruzamento de Anselmo Ramón que encontrou Roger livre para fazer Cruzeiro 1x0.

O gol incendiou a Arena do Jacaré e também a Sampa Azul. E a pressão azul continuou na partida até que, aos 28 minutos, Roger cobrou falta para a área e a bola encontrou o Leandro Guerreiro Livre para fazer 2x0.

O Cruzeiro era puro ‘sangue nos zóio’. Tanto que aos 33, W. Paulista brigou pela bola com o zagueiro frangoso, venceu a disputa e cruzou para Anselmo Ramón. O atacante recebeu dentro da área, brigou no corpo com o Leonardo Silva e fez um gol de pura raça, aquele que seria o 3º do Cruzeiro.

Não perca as contas, pois ainda houve tempo para o 4x0, em um chute do Fabrício que resvalou na defesa atleticana e enganou o goleiro Renam, para morrer no fundo das redes adversarias.

Segundo e a salvação completa.

Com a vantagem sólida, o rítimo do segundo tempo foi mais lento. Mas logo aos 11 minutos, Roger fez uma bela jogada, driblou 2 adversários e cruzou para W. Paulista fazer 5x0, em uma bola que não sacudiu as redes mas entrou no gol.

O time galináceo ainda fez o gol de honra aos 15, com Réver. Mas a esta altura, e também com os 2x1 do Bahia sobre o Ceará, a festa já estava completa na Arena do Jacaré e também na Sampa Azul.

Nunca ví tamanha torcida em um jogo da Sampa Azul. A cantoria não parava, a festa era total e, para coroar a grande atuação celeste ainda houve tempo para o 6º e humilhante gol que cravou a vitória celeste. Aos 43 do segundo tempo, Éverton completou o cruzamento de Ortigoza na pequena área para finalizar a partida. 6x1.

Até o juiz que planejava mais 4 minutos de acréscimo, acabou com a partida logo aos 45 do segundo tempo.

Estava cravada a salvação celeste na temporada, e em grande estilo. Com um 6x1 para lavar a alma de todo cruzeirense que escutou as diversas piadinhas sobre segunda divisão a semana toda.

Só que, os brincalhões de plantão esqueceram que TIME GRANDE NÃO CAI. Então, para todos que duvidaram da capacidade e da força da camisa celeste, deixo aqui um grande “CHUUUUUUUUUUPA DESGRAÇADOS!”. Engulam o fato de que o Cruzeiro é INCAÍVEL!

E que fique claro:

Hoje, TODOS os jogadores merecem nota 10. Mas, essa vitória em NADA diminui o vexame dado pelo time nesta temporada.

Felizmente, hoje escapamos da segunda divisão. Mas ainda assim é uma campanha para encher esses dirigentes de vergonha, para enfatizar os erros de planejamento e a safadeza de alguns jogadores.

Livres ou não do rebaixamento, que o Dr. Gilvan – presidente recém eleito do Cruzeiro – arregace as mangas e trabalhe para NÃO REPETIR os erros dessa atual diretoria.

Ficar na primeira divisão não é NENHUM MÉRITO para quem ostenta a camisa celeste. É OBRIGAÇÃO, assim como a disputa por todos os campeonatos que participarmos.

Enfim Férias:

Acabou! Enfim 2011 acabou! Enfim o sofrimento acabou! Enfim, o silêncio do Blog da Sampa Azul será quebrado.

E para finalizar:

Gostaria de parabenizar, do fundo do coração, a todos os amigos que compareceram na Sampa Azul no dia de hoje. Parabéns pela vitória, pela união, pela cantoria, por acreditarem, por nunca desistirem e pela energia positiva que não existe igual no mundo.

Hoje, embora estivéssemos em São Paulo e do título do Corinthians, foi IMPOSSÍVEL ouvir qualquer coisa que não fosse a felicidade celeste.

Comemorem e lembrem do que eu sempre afirmei para vocês: DIAS MELHORES VIRÃO.

Um forte abraço a todos e um ótimo final de ano também.

2012 que nos aguarde. Estaremos juntos SEMPRE.
A Sampa Azul está mais vida do que nunca!