quinta-feira, 29 de julho de 2010

Uma campanha supimpa!

A Petrobrás está produzindo uma série de vídeos sobre as torcidas do Campeonato Brasileiro. A idéia e retratar torcedores e histórias, e realmente a produção ficou bem bacana.

O vídeo sobre o Cruzeiro é o segundo da série e está disponível aqui abaixo para vocês poderem assistir.


Tá ai uma idéia que vale gol. Parabéns a Petrobrás pela iniciativa.

domingo, 25 de julho de 2010

O joguinho feio…

Era uma vez um torneio chamado Copa do Mundo, que caiu no colo do Brasil e, com isso, a cidade de Belo Horizonte teria então o prazer de ser uma das sedes.

Para tanto, o Mineirão teria de ser reformado e desfalcaria Cruzeiro e Atlético por 2 anos, pelo menos. Mas nada disso seria problema pois um novo Independência - o simpático estádio do América-MG - seria reformado e entregue para abrigar os jogos dos grandes clubes de MG.

Bem…. "Era uma vez", ponto. Pois o prometido Independência tropeçou na burocracia e na falta de planejamento dos homens fortes que comandam o Futebol mineiro e - para ser mais incisivo - dos governantes que deveriam ter ajudado e dedicado uma atenção especial a Cruzeiro, Atlético e América.

Hoje, as grandes partidas da capital mineira estão deslocadas para o acanhado estádio de Sete Lagas, distante 70Km de BH, com um gramado duro, dimensões menores e dissolvendo jogo a jogo e prejudicando demais aos grandes times de MG que tem jogado nele com frequência.

Este desabafo chega pois a Arena do Jacaré foi um dos elementos que contribuíram para um dos jogos mais feios que eu já vi o Cruzeiro fazer. E que jogo duro de assistir.

9 mil heróis sobreviveram a um primeiro tempo de absolutamente NADA, até os 45 minutos, quando o Grêmio fez um gol. Para nossa sorte, logo no comecinho do segundo tempo, empatamos a partida, com Henrique.

Aos 30 e poucos o Grêmio fez o segundo de falta. Mas Henrique fez o segundo dele e do Cruzeiro, empatando a partida.

Que o jogo seria dureza, todo mundo sabia. Um time sem armação (muito por falta de opções devido a desfalques) não era algo promissor. Mas a quantidade de erros de passe foi algo fora do comum. O bom Fabrício errou mais do que demais… e o ataque com Robert foi algo duro de assistir.

Sem opções de jogo, estava dificil aprontar algo para um adversário também meia boca, e em péssima fase. O colombiano Reina mostrou o porque era reversa do Ipatinga: é muito limitado!

Agora, é procurar fazer algo mais parecido com um time para o primeiro "clássico" de uma torcida só… E para aumentar o desafio, a torcida será do time galináceo. (bom, pelo menos assim eles serão maioria uma vez na vida… rs).

Que o Cuca tenha sacadas maravilhosas e que consiga extrair mais deste nosso elenco. Nossa torcida merece algo mais próximo de um futebol de verdade, e não essa coisa horrorosa que assistimos hoje.

quinta-feira, 22 de julho de 2010

Definitivamente, a "justiça é cega".

Ah! Esse danado esporte chamado futebol e suas peripércias… tsc tsc tsc.

Hoje o Cruzeiro entrou em campo para jogar contra o Fluminense sob o olhar desconfiado da torcida pelas partidas "meia-boca" que vinha fazendo. Mas bastou a bola rolar para o time demonstrar um grande futebol.

O Cruzeiro dominou o primeiro tempo inteiro da partida, marcando bem, saindo com velocidade e ameaçando o gol tricolor. Gilberto estava endiabrado, jogando o fino da bola. De quebra, dois estreantes agradavam muito: Rômulo e Everton. De casa, Jonathan deve ter visto que ganhou uma sombra e vai ter q voltar a jogar muita bola para se manter na lateral direita do time.

Uma pena que o nosso poder de decisão não foi suficiente para marcar um golzinho.

Perto dos 40 do primeiro tempo, Gilberto saiu machucado, mas o time continuou melhor e atacando. E desta forma continuou o segundo tempo. Infelizmente, a falta de gols celestes também.

Aos 8 do segundo tempo, em um gol de bola parada, daqueles que não se pode colcoar a culpa em ninguém, Leandro Euzébio fez de cabeça Flu 1x0.

Uma injustiça sem tamanho. Aliás, deve ser por isso que dizem que a justiça é cega, porque se ela tivesse visto o jogo, a partida teria acabado com vitória azul... rs

O Cruzeiro continumou jogando melhor, mas agora com um time carioca jogando todo recuado e dificultando ainda mais as ações do Cruzeiro. Infelizmente, em um dos melhores jogos da recente "Era Cuca", tivemos um resultado adverso. E como a ironia do futebol não perdoa, hoje - que jogamos bem - perdemos. Nas duas últimas, ganhamos com um futebol ruim.

No fim das contas o que ficam são os pontos, mas hoje, algo mais também ficou para nossa torcida: a esperança de um time bom, com boas surpresas como o Rômulo e o Everton, que pode nos reservar algumas alegrias no futuro.

Quem foi a Sampa Azul, assistiu a um grande desempenho do Cruzeiro, apesar da derrota.

Agora, é fazer o que fazemos melhor: torcer.

domingo, 18 de julho de 2010

Na conta do chá... de Camomila.

Deus abençoe as crianças, os bêbados e o Gilberto… rs Até porque, se não fosse o golzinho dele no comecinho da partida, o jogo de hoje contra o Goiás teria sido mais feio ainda.

Vencemos. Placar magro de 1x0, com um futebolzinho horroroso, sem saída de bola, sem jogadas empolgantes, tomando pressão de um time fraco como o Goiás em casa… mas ganhamos e isso é o que importa.

Existe um ditado popular que diz: "É preferível ganhar jogando feio, que perder jogando bonito". Pior que é verdade, pois o que conta são os 3 pontos. Mas como é ruim ver o seu time co coração jogando assim.

Vou economizar os olhos de todos vocês e poupá-los do "blá blá blá" de reforços e das coisas negativas. No lugar, vou ter de destacar um ponto também triste de hoje: o PIOR público da rodada foi nosso.

Parece brincadeira, em um jogo a 100Km de BH, no péssimo horário das 18h30 de domingo, no frio, a nossa diretoria decidiu descontar nas costas da torcida a ausência do Mineirão, cobrando um ingresso de 40 REAIS o lugar mais barato.

E o mais incrível. Tive a oportunidade de conversar com torcedores celestes que achavam correta a atitude, pois o estádio iria lotar. Inacreditável.

O resultado foram 3,5 mil testemunhas nesta partida. Uma vergonha mais do que anunciada. Tomara que a lição tenha sido aprendida e que nos jogos contra Flamengo e Corinthians a nossa diretoria traga o confronto para os redutos de nossa torcida, e não nos pontos sabidamente sobre influência dos times do eixo do mal.

Não tinha visto o jogo pasado, mas muitos amigos que conversei me disseram que o jogo contra o Furacão também não foi lá dos melhores. Isso sim me preocupa.

Fica aqui a torcida para que o Cuca consiga dar jeito neste time. E sabendo que não existe mal que dure para sempre, que o folclórico "azar" Cuquense tenha se revertido em uma maré de sorte da qual possamos tirar proveito.

Vamos Cruzeiro!…

sexta-feira, 16 de julho de 2010

O retorno ao Brasileirão 2010!

Alô nação azul celeste de Sampa! Diferentemente de muitos cruzeirenses, eu particularmente achei o time muito ruim neste retorno do campeonato, apesar de uma vitória importante.

Esta vitória não me ilude. Estamos com problemas sérios na defesa, não temos zagueiros e, em mais de 1 mês, nossa diretoria não conseguiu contratar ninguém. É brincadeira?

Será que a torcida percebeu o "por quê" o AB não colocava o Caçapa para jogar? Ele foi péssimo no jogo, e o Gil, nem precisa falar neh? Como ele fez aquele gol contra gente? Ainda bem que o juizão ajudou anulando de forma errada o gol.

Só não perdemos o jogo ontem, porque o Fábio salvou mais uma vez. Foi o melhor em campo e quando o goleiro é o destaque da partida, não devemos ficar animados.

Além do juizão, que anulou um gol legítimo do Atlético PR, os atacantes do Atlétio-PR foram incompetentes para colocar a bola nas redes nas inúmeras oportunidades claras que tiveram.
Se fossem um pouquinho melhor, teríamos tomando tipo uns 4 x 2 ontem.

Que a torcida não se deixe enganar com esse resultado, esse time, esse técnico e essa diretoria que temos. Nenhum deles estão à altura das tradições celestes.

Tomara que eu queime minha língua, mas no momento que estamos passando, precisamos de gente que chegue para resolver e não essas promessas, estes "papos furados" de sempre que muitos torcedores ainda acreditam.

Mas voltando ao jogo de ontem, valeu pelos 3 pontos, e só! Reclamavam do AB quando ele tirava os meias e colocava volantes. Ontem o Cuca tirou o Gilberto e colocou o Fabinho, depois tirou o Róger e colocou o Marquinhos Paraná. Além disso, tirou o Thiago Ribeiro e colocou mais um homem de área, o Robert. Ou seja, terminamos o jogo com 4 volantes no meio campo e 2 homens de área.

Engraçado que não vi a imprensa falando nada, não vi a torcida cornetando nada sobre isso.
Ou seja, a coisa era pessoal com o AB. Mas já era.

Ontem no QG tivemos a visita de nossos companheiros da embaixada Furacão de Sampa. Além de "gente boas", os caras são pé quentes! (hehe) Estão mais do que convidados para os próximos jogos do Cruzeirão. Apareçam mais vezes para tomarmos uma breja e comer um tiragosto!

(Sampa Azul e Embaixada Furacão SP)

Bom, é isso aí. Vamo que vamo!

Saudações celestes.

quarta-feira, 14 de julho de 2010

Sob nova direção...

Não vi o jogo contra o Atlético Paranaense. Ou melhor, até ví um belisquinho do jogo, o suficiente para ver o segundo gol do Cruzeiro marcado por Robert. Mas, o importante mesmo foi a vitória fora de casa neste início de "Era Cuca", com um bom placar de 2x0, fora de casa.

Se o jogo foi bom ou não, deixo para nossos comentaristas opinarem. Pelo pouquinho que ví, gostei do time, mas isso não é referência.

Boa sorte ao Cruzeiro nesta nova fase. E, se deixarem, quem sabe este brasileirão o "Cuca vem pegar"... rs (ok, ok... péssimo trocadilho, mas não resisti).

domingo, 11 de julho de 2010

De volta a realidade...

Olá novamente leitores do Blog da Sampa Azul. Com a pausa no Campeonato Brasileiro, aliada a uma mudança de emprego por minha parte, o Blog da Sampa Azul andou meio parado neste período de Copa do Mundo.

Hoje, dia em que a Espanha levantou o caneco da competição mais importante do futebol mundial voltamos com a nossa programação normal e matar as saudades da galera que acompanha este espaço com tanto carinho.

E não tem outra maneira de retornar que fazer um resumão do que aconteceu nestes dias de pausa.

Quando paramos…

A chapa estava mais do que quente para o time do Cruzeiro. Amargando derrotas com jogos muito ruins, o clima pesou ainda mais com a saída de Kléber para o Palmeiras. Muitos torcedores ficaram irados - com razão - com este episódio.
História, aliás, que teve um final tão ridículo quanto toda a história de Kléber no Cruzeiro. De um lado o Perrela dizendo que não queria vender, e do outro, o Kléber dizendo que não queria ir… quando na verdade um queria vender e o outro queria ir. Isso, sem falar no técnico AB que saiu do time e deixou o barco a deriva.

Neste meio tempo, a festa de aniversário da Sampa Azul.
No dia do jogo entre Brasil X Costa do Marfim, muitos amigos da Sampa Azul se reuniram para comemorar 1 ano de Sampa Azul em São Paulo. Na ocasião, o Brasil ganhou por 3x1 e a galera comemorou em meio a um arraiá muito bacana e divertido.

Furacão na Toca.
Enquanto isso na Toca, ZZP resolve mudar tudo na Toca. Enquanto a torcida esperava por nomes como Muricy, Parreira e outros, o dirigente nos apresenta Cuca, o depressivo e não satisfatório técnico para nossa torcida.
O facão também começou a comer solto. Eduardo Maluf e Claret, respectivamente o chefe do departamento de futebol e o diretor de Marketing do clube, foram desligados do Clube. Pouco antes de se despedir, Maluf deixou um aviso para nossa torcida: "O Cruzeiro sempre eve dinheiro para montar times competitivos"… É de se refletir.


Falta de planejamento.
Sem saber onde jogar, o programa Sócio do Futebol perde mais de 12 mil sócios em UM MÊS. Uma proeza negativa, inadmissível para um clube profissional de futebol.

Sonhamos com Riquelme…
E acordamos com Montillo, que, embora bom jogador, não é nem de longe o nome de peso que a torcida sempre ansiou após a saída de Kléber. Juntamente com o chileno, que só chega no final de agosto, veio um pacotão de jogadores desconhecidos que vieram a enfurecer ainda mais nossa torcida.

Cruzeiro X Rebolation…
Neste meio tempo o Cruzeiro foi passar umas férias nos EUA, para participar de jogos "caça níqueis" contra o Revolution (que por aqui o pessoal batizou de rebolation) e o NY Red Bull. De bom, além das 2 vitórias fáceis contra os times gringos, foi a marcante presença da torcida do Cruzeiro no estádio. Um sinal mais do que evidente que oportunidades assim devem ser mais exploradas por qualquer time um pouco inteligente.

Ninguém saiu ainda…

Dos nomes de "peso" que sobraram, ninguém saiu…. ainda. Fábio, Jonathan e Thiago Ribeiro sobreviveram o período da Copa no time celeste. Outros "renegados" aproveitaram a chance para "lascar o pau" no antigo treinador AB, que não dava as devidas chances para todos.

Inteligência sem fim…
Sem estádio definido, o Cruzeiro tem 2 brilhantes ideias. Jogar o 1º clássico do Brasileirão com o Gaylo só com a torcida delas, com um time em formação e colocando o "CU"ca na reta logo de cara. Se perdermos, o coitado nunca terá paz. E de quebra, ainda levou os jogos contra Flamengo e Corinthians para regiões de MG com forte influência destas torcidas. Parabéns administração do Cruzeiro, sempre se superando!

Agora, hora de voltar a nossa realidade…
De fato, temos um time mais fraco do que aquele que parou pré-Copa. Uma das únicas estrelas do clube - o Kléber - sau e ninguém veio para o seu lugar. Novo mesmo, só o ânimo pela mudança de treinador e o "gás" extra que is antigos renegados prometem para ganhar um lugar ao sol. Espero que isso nos segure na primeira divisão este ano.

Enquanto times grandes e médios vem mostrando respeito com sua história e com suas ambições, buscando jogadores renomados e jogadas ousadas para atrair cada vez mais torcida, nós continuamos na mesma…

A nós, amigos torcedores, resta ter que engolir a realidade novamente e fazer o que fazemos melhor: torcer. Que os poucos e bons que restaram saibam honrar nossa camisa e consigam colocar o nosso Cruzeiro de volta onde ele merece: na disputa de títulos.