domingo, 23 de maio de 2010

Já começa 2x0 para o adversário…

Podem chamar de "ressaca da Champions League", mas hoje estou com um espírito crítio meio aguçado.

Depois de acompanhar sábado a final do torneio Europeu, fica difícil de engolir alumas coisas do futebol tupiniquim. Enquanto as grandes equipes da europa apresentam um futebol de organização tática impecável, com passes precisos e muita entrega em campo, assistir ao jogo do Cruzeiro contra o Guarani hoje foi de doer os olhos.

A maneira displicente com que o time entra em campo é algo simplesmente inexplicável. A falta de vontade, uma marcação frouxa, passes errados… Enfim, um festival de lambanças que só não é maior pois Fábio, Thiago Ribeiro e Kléber ainda esboçam algo parecido com futebol em campo.

Nos quatro últimos jogos, em cada um deles tomamos 2 gols. Uma prova mais do que incontestável que nossa zaga é lenta, displicente e fraca. A cada linha burra de impedimento é um Deus nos acuda. É mais do que evidente de que precisamos de reforços para este setor.

Hoje, o Guarani dominou o primeiro tempo de jogo que acabou com 2x0 para o time da casa. Este mesmo Guarani que tomou de 10 do Santos. E a amplitude do placar a favor dos Bugrinos só não foi maior pois o time verde é limitado e São Fábio estava operando seus milagres.

Deu até pena dos amigos da Sampa Azul que foram para Campinas. As coisas estavam melhores para quem compareceu no QG, pois lá, pelo menos, tinha bolo de aniversário... rs

Já no segundo tempo, Adílson voltou com Guerrón (ai meu Deus) no ataque e um sistema mais ofensivo de jogo. Só que, novamente, teríamos que buscar o resultado. Sorte que o volume de jogo celeste foi maior na etapa complementar e o time conseguiu buscar um empate fora de casa, com gols de Gil e Guerrón de cabeça (isso mesmo, do Guerrón e decabeça… outro desses, só quando o Cometa Halley passar novamente na Terra).

Não quero nem ver esta pausa para a Copa. Só posso torcer para que a diretoria não se desfaça dos poucos jogadores diferenciados que temos e que trate de trazer reforços descentes para este time.

Assistir o jogo no campo…

… muitas vezes é mais do que esclarededor. No Morumbi, no jogo da desclassificação para o São Paulo, o que se viu foi uma lacuna gigante entre o sistema defensivo e o ataque do time. O Cruzeiro parrece ser incapaz de atacar e defender com mais de 1 jogador.

Esta lacuna no meio é o que ocasiona os inúmeros chutões para frente. Coitado do Fábio! Quem segura um pouco a bronca dele é o Fabrício que, quando inspirado, cobre os buracos deixados pela lenta zaga celeste.

No mais, acho que o time precisa correr mais e correr melhor. O que não pode acontecer é as coisas ficarem como elas estão.

Força Cruzeiro… ainda estamos no comecinho do Brasilero.

Um comentário:

Anônimo disse...

Fui ontem a Campinas com o colega Carlos Eduardo, de Santo André, e também participante da Sampa Azul. Reforços já! O time é bom, mas não temos elenco! A comprovação foi percebida mais uma vez na partida do Brinco. Sem cinco titulares...

Abs,

Leonardo Campos