quarta-feira, 12 de maio de 2010

Um duro golpe…

Se a quarta feira passada foi o retrato da perfeição, esta, por sua vez, foi uma para esquecermos.

Em um Mineirão lotado, com uma torcida apaixonada que chegou a pagar até R$100,00 para apoiar o time, o Cruzeiro saiu derrotado por 2x0 em pleno Mineirão e agora terá de fazer hitória para se classificar.

O jogo.

Poucas vezes na minha vida ví o time do São Paulo entrar tão "pequeno" no Mineirão. A "poderosa" equipe paulista começou o jogo totalmente plantado na defesa, algo raro de se ver. Mas deu resultado.

Parece que o Cruzeiro não estava preparado para isso e, em um exagero de cautela, demorou a agredir o time do São Paulo. Teve um lance logo no início da partida onde o Rogério Ceni fica quase 1 minuto com a bola nos pés sem que ninguém lhe desse o combate.

Enfim… em um erro de posicionamento da zaga celeste, Dagoberto fez o primeiro gol do São Paulo que, claramente, desestabilizou o time do Cruzeiro.

No segundo tempo o time voltou IGUAL. A insistência em bolas chutadas para frente, muito em reflexo de um nervosismo exagerado.

Um remédio sem efeito.

Para "solucionar" os problemas do time e torná-lo mais agressivo, Adílson optou pela Entraga de Guerrón no time. Na minha humilde visão de leigo, eu acreditava que uma mexida no meio do time seria mais efetiva, com Roger, e Gilberto caindo para esquerda.

(uma leve cornetada: Guerrón que até hoje não fez NADA com a camisa do Cruzeiro).

O time até tentou, mas em mais uma "pataquada" de nossa zaga, em um toque de calcanhar de Fernandão, o São Paulo dava o segundo e definitivo golpe no Cruzeiro no primeiro embate das quartas de final.

Sem nada a perder.

Hoje, o pessoal que foi na Sampa Azul não teve o que comemorar. De qualquer modo, quarta que vem estarei no Morumbi. O futebol é feito de jogos incríveis, e as grandes histórias que ouvimos são escritas com viradas espetaculares, como esta que precisamos.

Hoje, a classificação ficou BEM difícil. Mas vai que viramos esta história? Neste caso eu quero estar lá para presenciar este feito. Se não der, paciência. O fato é que não temos nada a perder.

Lutar sempre, vencer as vezes, desistir JAMAIS!

3 comentários:

Raposa Azul disse...

Vai ser um jogo difícil, mas nem um pouco impossível. Temos times para chegar no Morumbi, e nos classificar para as semi.

Aqueles que tiverem a oportunidade, e morarem em São Paulo, vão ao jogo e apóiem o time. Eu aida acredito na classificação.

blograposaazul.blogspot.com

Saudações celeste

Anônimo disse...

Como diria o sambista Paulo Vanzolini:reconhece a queda, mas não desanima/levanta, sacode a poeira e dá a volta por cima. Vamos Cruzeiro! Abs, Leonardo Campos

Anônimo disse...

QUE SATISFAÇÃO EM TORCER PELO CRUZEIRO, SEJA NAS VITÓRIAS OU DERROTAS, O TORCEDOR É INTELIGENTE, SENSATO E MERECE MESMO VER SEU TIME CAMPEÃO, MESMO QUE ATRAVESSEMOS MOMENTOS DIFÍCEIS...