domingo, 1 de novembro de 2009

Revés sobrenatural

Existem derrotas e derrotas. Todo revés é amargo, porém o de hoje foi especialmente doido.

Depois de dominar o jogo no primeiro tempo, abrir 2 gols de vantagem, perder um pênalti e enfiar uma bola na trave, levamos uma virada histórica em pleno Mineirão, com mais de 49 mil torcedores. Uma virada fruto do "salto-alto" de um time que se declarou vencedor de uma partida que não havia acabado ainda.

O segundo tempo teve 10 minutos de um Cruzeiro inexistente, sem pegada. Foi o suficiente para o lanterna do campeonato fazer 2 gols para empatar o jogo. E como desgraça pouca é bobagem, o terceiro gol veio como o castigo final.

Como esse jogo maltratou nossa torcida. Depois de 5 vitórias seguidas, de ganharmos inúmeros jogos fora de casa, de partidas emocionantes, um revés deste foi realmente uma punhalada nas costas da torcida celeste. Perder desta forma, logo depois de entrarmos no G4, foi uma injsutiça sem tamanho com quem já sofreu o que sofreu em uma final de Libertadores.

Embora o momento seja dolorido, é hora de erguer a cabeça, meus amigos. Tropeçar todo mundo tropeça e o G4 está logo ai. A nós, resta fazer o que fazemos melhor: torcer.

Que o time reencontre o rumo da vitória diante do Sport.

Um comentário:

GH disse...

Osso viu!!
Esse campeonato louco ainda não acabou!
Só irei desistir quando o último jogo do campeonato terminar.

Vamo q vamo!