domingo, 18 de julho de 2010

Na conta do chá... de Camomila.

Deus abençoe as crianças, os bêbados e o Gilberto… rs Até porque, se não fosse o golzinho dele no comecinho da partida, o jogo de hoje contra o Goiás teria sido mais feio ainda.

Vencemos. Placar magro de 1x0, com um futebolzinho horroroso, sem saída de bola, sem jogadas empolgantes, tomando pressão de um time fraco como o Goiás em casa… mas ganhamos e isso é o que importa.

Existe um ditado popular que diz: "É preferível ganhar jogando feio, que perder jogando bonito". Pior que é verdade, pois o que conta são os 3 pontos. Mas como é ruim ver o seu time co coração jogando assim.

Vou economizar os olhos de todos vocês e poupá-los do "blá blá blá" de reforços e das coisas negativas. No lugar, vou ter de destacar um ponto também triste de hoje: o PIOR público da rodada foi nosso.

Parece brincadeira, em um jogo a 100Km de BH, no péssimo horário das 18h30 de domingo, no frio, a nossa diretoria decidiu descontar nas costas da torcida a ausência do Mineirão, cobrando um ingresso de 40 REAIS o lugar mais barato.

E o mais incrível. Tive a oportunidade de conversar com torcedores celestes que achavam correta a atitude, pois o estádio iria lotar. Inacreditável.

O resultado foram 3,5 mil testemunhas nesta partida. Uma vergonha mais do que anunciada. Tomara que a lição tenha sido aprendida e que nos jogos contra Flamengo e Corinthians a nossa diretoria traga o confronto para os redutos de nossa torcida, e não nos pontos sabidamente sobre influência dos times do eixo do mal.

Não tinha visto o jogo pasado, mas muitos amigos que conversei me disseram que o jogo contra o Furacão também não foi lá dos melhores. Isso sim me preocupa.

Fica aqui a torcida para que o Cuca consiga dar jeito neste time. E sabendo que não existe mal que dure para sempre, que o folclórico "azar" Cuquense tenha se revertido em uma maré de sorte da qual possamos tirar proveito.

Vamos Cruzeiro!…

Um comentário:

Anônimo disse...

Falta qualidade. Eis o principal ponto. Abs, Leonardo Campos