sábado, 26 de julho de 2014

O time é ‘bão’, até debaixo d’água!


O Cruzeiro tá jogando tanta bola, que até São Pedro compareceu ao Mineirão, porque o que caiu de água no primeiro tempo da partida não foi brincadeira. Sorte que a Raposa também entende de chuva... só que de gols.

O primeiro tempo foi difícil. Apesar de ter mais de 70% de posse de bola, jogando fechadinho, foi o Figueirense que teve as 3 chances mais agudas de gol na primeira etapa.

O campo encharcado era o maior adversário do Cruzeiro, que abriu o placar aos 41, em lance que o juiz marcou um pênalti – que eu sinceramente não ví – em cima do Ricardo Goulart. Lucas Silva bateu e fez o 1º da partida, em bola que caprichosamente ainda beliscou a trave antes de balançar a rede.

No segundo tempo, a medida que a chuva baixava, o futebol celeste crescia de produção.

Foram precisos apenas 4 minutos para o Cruzeiro fazer mais dois gols. O primeiro, um golaço de Marquinhos que arrematou uma bola ajeitada de calcanhar por Marcelo Moreno. E depois com Dedé, de cabeça, em lance de falta cobrada por E. Ribeiro.

Mesmo perdendo por 3 de diferença, o Figueirense não se arriscava a sair para o ataque. Mesmo assim, Ricardo Goulart fez o seu, em linda jogada de contra-ataque, arrematando um cruzamento preciso de Everton Ribeiro com a cabeça. O 5º veio dos pés de Dagoberto, aos 33 do segundo tempo.

Com um expressivo 5x0 no placar, o Cruzeiro soma mais 3 valiosos pontos na busca pelo Tetra. Mais do que uma boa vitória, há de se destacar o bom futebol do time. Está dando gosto de ver o Cruzeiro jogar!

Que seja assim até o final do campeonato.


Vamos Cruzeiro!

Nenhum comentário: