sábado, 21 de abril de 2012

Cruzeiro do Presente!


‘Vou aonde você for, só para ver você jogar’. Foi com este espírito que mais de 50 amigos da Sampa Azul e outros tantos cruzeirenses de MG e de outras partes do Brasil compareceram a São Bernardo do Campo para a decisão da Super Liga de Vôlei. Compareceram para dividir ao meio o ginásio com a torcida do adversário paulista, o Vôlei Futuro.

Aquecimento no QG da Sampa Azul
O bandeirão da Sampa Azul foi ao dinásio, mas não pode entrar.
No ginásio, graças aos inúmeros bastões infláveis distribuídos pelo patrocinador do time de Araçatuba, os cânticos da torcida celeste ficavam abafados diante do enorme barulho de bateção que tomou o espaço. Mas não se engane, você que assistiu ao jogo pela TV. O apoio ao nosso time foi constante e intenso, como deve ser. 

A torcida que a TV não mostrou. Mas que não se calou nunca!
Com a bola em jogo, assistimos a um dos jogos mais tensos da história da Super Liga. O Cruzeiro começou arrasador, abrindo 4 pontos de vantagem logo de partida. Mas o time do Vôlei Futuro começou a tentar ganhar no grito o que não conseguia em quadra. E graças a carimba de jogadores como Ricardinho (aquele mesmo barrado da seleção por Bernardinho), Cubano e outros, deu-se início a uma confusão generalizada. Vários cartões amarelos depois, a partida retornou e o time celeste se desconcentrou, o que acabou custando o primeiro set da partida. 

Mais concentrado, o Cruzeiro voltou a quadra e fez por valer o seu melhor voleibol. Comandados pelo talento do levantador William e pela força dos ataques de Wallace, o time celeste superou a pressão adversária e bateu o adversário por 25/18. Momento em que não haviam bastões o suficiente para encobrir a gritaria da torcida do Cruzeiro. 



O terceiro set foi ainda mais fácil. Uma verdadeira aula dada pelo time do Sada Cruzeiro que bateu o catimbento time do Vôlei Futuro por 25/13. Neste set, o jogador Lorena – um dos mais reclamões e tinhosos do adversário - sentiu câimbras e teve de abandonar o set carregado.

O quarto e decisivo set do jogo foi o mais disputado e tenso de todo o jogo. O Vôlei Futuro mantinha uma vantagem apertada diante do Cruzeiro durante todo o início do set. Mas com muita calma, talento e perseverança, o Cruzeiro conseguiu virar o placar. E ao abrir 21/17 a festa da torcida já era quase completa.

No último ponto, 2m41 segundos foi o tempo que o Cruzeiro demorou para sacar a bola, depois de um tempo técnico a véspera do match point. Saque celeste e a bola escapou do domínio adversário... E, enquanto a bola viajava nas alturas e se dirigia para a arquibancada, mesmo sem cair a torcida vibrou aos gritos de “É campeão!”.


Foi muito, mas muito bacana poder ser testemunha de um momento tão legal quanto este. Mais bacana ainda poder superar um time tão nojento quanto o Vôlei Futuro, de jogadores chatos e chorões – em especial o ridículo Ricardinho. De poder superar o time queridinho da CBV e da mídia, desde o chororô envolvendo o jogador Michael e a torcida celeste...

E o Cruzeiro, que ano passado bateu na trave na grande decisão do torneiro ganhou, merecidamente, o titulo de Campeão da Superliga 2012, confirmando assim a sua boa fase e concretizando o nascimento de mais uma potência do vôlei brasileiro.

Parabéns ao Sada Cruzeiro pela conquista e para toda a torcida celeste que apoiou o time hoje.

Agradecimentos:

Gostaríamos de agradecer ao marketing do Cruzeiro, que ajudou a Sampa Azul na aquisição de ingressos para a grande final. Saibam que o apoio do Cruzeiro foi fundamental para que estivéssemos presentes hoje.

Em especial gostaria de agradecer a todos que ajudaram na mobilização da Sampa Azul esta semana, mesmo sendo tão em cima da hora, mesmo custando tanto tempo e dedicação de todos vocês... em especial aos amigos Duca, Geraldo, Marquinhos e a incrível Sara. Pessoas sem as quais nada disso seria possível hoje.

Se houvesse um troféu para os destaques da torcida, todos vocês mereceriam um.

Um forte abraço a todos e até domingo, com mais uma decisão... agora em um campo onde somos ainda mais apaixonados: o futebol.

Para finalizar, deixamos vocês com os momentos finais do histórico jogo de hoje.


Nenhum comentário: