terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Firme e forte.


Quem só viu os 4x0 no placar e não assistiu ao confronto entre Cruzeiro X Guarani (PAR) nesta terça-feira, pode pensar que foi um jogo fácil. Mas não foi. Graças ao iluminado Wallyson, o Cruzeiro garimpou o placar largo e foi merecedor da vitória.

O Jogo.

Depois da goleada espetacular contra o Estudiantes na rodada de abertura, era preciso colocar a cabeça no lugar e saber que a partida contra o modesto Guarani do Paraguai era um verdadeiro jogo de xadrez. E o time paraguaio exigiu paciência e perseverança do Cruzeiro.

Na verdade, as principais chances de gol na primeira etapa foram do time paraguaio. Com duas linhas de quatro jogadores, o Guarani se aproveitava dos erros do Cruzeiro e das roubadas de bola para engatilhar perigosos contra-ataques. Aos 5, um chute perigoso de Benitez, aos 8 um lance perigoso em cobrança de escanteio e aos 10, a bola mais perigosa do Guarani que bateu na trave do goleiro Fábio.

O Cruzeiro por sua vez, se mostrava paciente. Trocava a bola de lado várias vezes. Pablo era o mais acionado pela direita e, vez ou outra Montillo e Roger tentavam jogadas que não se revertiam em gol.

Mas o Cruzeiro tem “o iluminado” em campo. Cobrança de escanteio pela direita e Montillo lança a bola para área. A defesa paraguaia rebate a bola que sobra nos pés de Wallyson – sempre ele – para fazer o gol de abertura do placar. Que fase!

Com a vantagem no placar o Cruzeiro ganhou um pouco mais de espaço em campo, passou a tocar a bola com mais facilidade, mas o primeiro tempo acabou mesmo 1x0 para o time estrelado.

Para matar o jogo.

O segundo tempo começou e com ele uma forte chuva se formou aos poucos. No campo, o Guarani continuava se defendendo e o Cruzeiro tentava suas investidas. A medida que o tempo passava, o magro placar de 1x0 deixava o jogo tenso e perigoso. Mas quando se junta o talento de Montillo a fase do “iluminado”, as coisas tendem a dar certo.

Aos 18 da etapa complementar Montillo fez jogada pela esquerda e, quando todos esperavam um cruzamento aberto na área, ele enfiou uma rosca na bola e encontrou Wallyson na pequena área. O “iluminado” 2 x 0 Guarani.

A partir daí o Cruzeiro, mais seguro na partida, passou a cozinhar o jogo. Saíram W. Paulista, Roger e Wallyson para a entrada de Farías, Thiago Ribeiro e Dudu. Foi ai que a estrela de outro iluminado brilhou, a do técnico Cuca.

Aos 41, Dudu chuta a bola na entrada da área, a bola desvia na defesa e sobra para o Farías fazer o 3º gol do jogo. E aos 44, Thiago Ribeiro acertou o segundo foguete teleguiado da semana (o primeiro foi no sábado contra o Ipatinga) e fez 4x0, fechando a goleada celeste.

4x0 justo, apesar de um jogo difícil. Agora com 2 vitórias, 9 gols feitos e nenhum sofrido nas duas primeiras partidas, o Cruzeiro lidera o grupo 7 da Libertadores e ganha um “fôlego” extra para enfrentar a saga de 3 jogos fora de casa na etapa que resta da fase de grupos.

Parabéns Cruzeiro. Em Libertadores cada jogo é uma batalha e nós já vencemos as 2 primeiras.

Nenhum comentário: