domingo, 1 de junho de 2014

Férias de Líder.


Olha, se o Cruzeiro não fez a melhor partida do ano, certamente fez uma das top 3. O que o time celeste fez hoje, contra o Flamengo em Uberlândia, foi um passeio. Um jogo daqueles que poderíamos classificar como ‘anti-corneta’ (embora essa praga reclama mesmo em jogos assim).

Para o Cruzeiro, vencer era a certeza de passar a inter-temporada da Copa na liderança. Para o Flamengo, era uma luta desesperada contra a zona do rebaixamento. Sabendo das necessidades do adversário, a Raposa começou a partida aguardando o time rubro-negro no seu campo. O Flamengo atacava e o Cruzeiro contra-atacava.

Demorou somente 15 minutos para a estratégia celeste surtir efeito. Ao melhor estilo carrossel mineiro, a jogada entre Henrique, Marlone e Everton Ribeiro acabou com o gol de Ricardo Goulart na estrada da área. Acabava aí qualquer ação do Flamengo no jogo.

O Cruzeiro marcava demais. A volta do Nílton no meio formando a dupla com o Henrique fez o meio campo crescer muito de desempenho. Everton Ribeiro e Goulart estavam endiabrados. Aos 18 minutos, depois de roubada de bola de Henrique que enfiou bela bola para E. Ribeiro, que não perdeu a chance: Cruzeiro 2x0.

Dava gosto de ver o futebol celeste. O time do Flamengo parecia mais um catado de torcedores que teve o privilégio de ver o baile celeste do gramado. Na jogada mais bonita do primeiro tempo, já aos 45, Egídio tabelou com Ricardo Goulart que de calcanhar tocou para Everton Ribeiro, que devolveu a bola para o camisa 28 fuzilar o goleiro carioca. No rebote, Borges fez o 3º gol da partida.

O segundo tempo mal começou e quase gol do Cruzeiro.

Esta foi a tônica de toda a etapa complementar. O Cruzeiro criou chances durante os 45 minutos finais e poderia ter conseguido uma goleada histórica, não fosse o ótimo desempenho do goleiro Paulo Victor. Ele defendeu cabeçada a queima roupa, chute de longe, chute de perto.

E o que mais deu gosto de ver foi a vontade do time. Em momento algum o Cruzeiro tirou o pé e fez a partida de hoje parecer um jogo entre um time profissional x uma equipe amadora.

Foi um massacre, e por mais incrível que possa parecer, os 3x0 ficaram de excelente tamanho para o Flamengo.

Só pra dar uma 'ostentadinha' de leve, vale a pena dizer que jogamos somente 2 jogos no Mineirão, e estamos sem vários titulares como Dedé, Samúdio e Lucas Silva há várias partidas, e hoje ficamos sem Dagoberto e William.

Agora, com 19 pontos, o Cruzeiro abre 3 para o resto dos times. E como todo bom menino, que cumpre muito bem o seu dever, vai passar as férias feliz na liderança na Disney.

Agora é descansar, se preparar e sobreviver a pausa da Copa.

Muitos jogadores sairão e chegarão de todos os times, inclusive do Cruzeiro. Mas para sorte e tranquilidade de nosso torcedor, se dentro de campo as coisas andam muito bem, fora deles a dupla Alexandre Mattos e Gilvan continua afiadíssima com o M. Oliveira. Tenho certeza de que todo e qualquer jogador que sair será reposto a altura.


Parabéns para o time, e também para a galera que foi à Sampa Azul hoje e torceu com muita alegria. (Ah! Como é bom torcer sem cornetagem).

Vamos Cruzeiro. A luta pelo tetra ainda está longe do fim. Mas estamos no bom caminho.


Nenhum comentário: