domingo, 8 de agosto de 2010

Empate por falta de peças...

Hoje, contra o Grêmio "Cigano" Prudente, o Cruzeiro teve de mandar novamenteo uma equipe sem um armador de origem para o jogo.

No primeiro tempo, o time teve um bom volume de jogo, pressionou mais o time paulista e chegou a enfiar uma bola que bateu nas 2 traves do adversário e não entrou (lembrando muito o jogo da Libertadores contra o São PAulo no Mineirão). Wellington Paulista foi o autor do chute que quase morreu nas redes do adversário.

Já no segundo tempo, o time sentiu a ausência de mais jogadores criativos em campo. O Prudente havia mexido na estrutura do seu time e passou a incomodar mais ao time celeste.

Sem peças nem para montar um time titular, Cuca não tinha alternativas no banco e o time não conseguiu furar a defesa adversária, deixando o jogo em um 0x0 chato que persistiu até o final.

De positivo, ficou o bom posicionamento defensivo armado pelo Cuca que vem funcionando bem no Cruzeiro. De negativo, o fraquíssimo desempenho do atacante Robert e a falta de poder ofensivo do time sem os seus armadores.

Com o empate, o Cruzeiro ficou em 5º lugar no campeonato, distante dos ponteiros da competição. "Ruim" pela distância, mas confesso a vocês que para quem andava muito pessimista com o pós Copa do Cruzeiro, vejo esta 5ª colocação como "um copo meio cheio".

Com a recuperação de Roger e Gilberto, junto com a chegada de Montillo e Farias, o time passa a ter algumas boas opções para o técnico Cuca armar a equipe.

Agora é torcer para que a arbitragem deixe nosso time jogar em paz no Morumbi, domingo que vem, contra o São Paulo.

Vamos Cruzeiro! Vamos buscar fora de casa estes pontinhos que nos escaparam hoje.

Na Sampa Azul…

Uma galerinha nota 10 marcou presença para o jogo. Ainda bem que foi nota 10, pois se tivesse sido nota 9 não teríamos assistido ao jogo com telão.
Precisamos rever alguns conceitos e ser mais flexíveis para atender bem àqueles que - em um domingo a noite - se predispõem a sair de casa para ver ao jogo.

Um comentário:

Walfrido disse...

Sensacional a narrativa. Parabéns pra todos nós. Abraço forte do amigo, Walfrido!