quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Poucos e bons

A Festa de Fim de ano da Sampa Azul aconteceu em grande estilo na noite desta quarta-feira, dia 16 de dezembro.


Teve a chuva, o trânsito e o caos de uma "Sampa" megalomaníaca, porém com a alegria, a vibração e a amizade "Azul" que nos é costumeira.


É bem verdade que o público presente foi muito aquém do esperado, talvez fruto de um final de dia complicado na capital paulista. Mas, certamente, foi em um momento como este que algum sábio inventou o ditado: "Quantidade não é a mesma coisa que qualidade".


Os guerreiros que compareceram à festa aproveitaram o palco, o telão e a iluminação especial para se divertir muito. Muitas risadas e cantorias romperam o silêncio da vizinhança, tudo regado ao talento "semi-profissional" do Filipe na viola e do Geraldo no microfone.

(Aliás, alguém tira o microfone do Geraldo... rs)


Aos poucos, a festa se tornou um verdadeiro "Aovivokê". Dentre músicas conhecidas - e outras nem tanto - a galera chegou a compor novas letras que fariam sucesso em qualquer festa de cruzeirenses.


O hit da noite, a canção marcante da festa fim de ano, foi a espetacular: "E eu... (pa ra pá pá pá) Vou pra libertadores sem vocêeeee..."


Nos intervalos da cantoria, uma seleção de vídeos especiais davam o tom da festa. Brincadeiras com o rival se alternavam com imagens de grandes conquistas do Cruzeiro.


Hora de música realmente profissional


Para a sorte dos nossos ouvidos, a festa contou com o talento do excelente músico Mauro, que a convite do Izael, tocou durante horas para os amigos da Sampa Azul.


O também palestrino cantor soltou a voz e deu o toque final na festa que, a esta altura, já beirava a perfeição.


(Quem desejar contratar o talento do Mauro, ai vão os contatos: Tel. (11) 7666-9265 / email: maurobonagura@gmail.com).


Uma mensagem a Sampa Azul


A comemoração de ontem foi o fechamento de um ano muito especial para todos nós. Celebramos ontem a amizade que uniu esse povo durante todo o ano de 2009.


Mais do que um lugar para assistir aos jogos do nosso time de coração, ontem foi dia de celebrar a conquista de novos amigos. Pessoas que, independente de jogos ou do Cruzeiro, levaremos conosco nessa jornada maulca chamada que chamamos de vida.


Que em 2010, e muitos anos no futuro, tenhamos momentos e conquistas como esta para comemorar. E, se Deus permitir, que muitas destas festas venham acompanhadas de conquistas do nosso Cruzeiro.


O meu mais sincero agradecimento...


...a todos os amigos que compareceram para prestigiar a festa organizada com tanto carinho pelo Izael. Superaram a chuva, o stress e o trânsito desta cidade doida, tudo para estarem lá ontem. Um exemplo de comprometimento com nosso grupo.


Ao próprio Izael, pelo empenho e dedicação que ele sempre demonstrou conosco, abrindo as portas do seu estabelecimento para nos receber de forma tão acolhedora.


Ao Mauro, músico de primeira, que abrilhantou a festa com sua voz e violão. Simpático, talentoso, também palestrino e, depois de ontem, um pouco mais cruzeirense.


E, por fim, a todos os amigos que fizeram de 2009 um ano especial para a história do Cruzeiro. Um ano que fica marcado como o surgimento da primeira embaixada celeste em São Paulo: a Sampa Azul.

5 comentários:

Nino Antunes disse...

Perdemos mesmo, uma pena!
Mas Edu, vc sabe como é agencia de publicidade.
Não tem hora pra mandar job e é tudo pra ontem.
Trabalhamos, não tomamos conhecimento da chuva
e ficamos de fora da festa azul.
Ótimo natal pra vc e toda galera da Sampa Azul!
e um 2010 maravilhoso pra cada um de nós e pro nosso CRUZEIRO QUERIDO! abs

Geraldo Henrique disse...

Very good!!
"Cadê o retorno???" kkkkkkkkk!!!
Nossa festinha teve a participação até de estrangeiros...
Alemão, inglês/indiano... hehe!!

Ano q vem tem mais!!!

Geraldo Henrique disse...

Quem disse q o Tomás nao foi???
olha ele aí no violão!!! kkkkkkkkkkkkk!!!!

Edu Mano disse...

Hahahahahahahahahahhaa....
Muito bem observado, amigo Geraldo... muito bem observado!!!
Num reconheci na hora pois senti falta da tradicional camisa amarela da sorte.

E... "cadê o retorno?".... uhauhauhauh

Mauro Bonagura disse...

Mineiro é mesmo um povo acolhedor!

Mesmo sendo um primo palestrino de Sampa (e que estava vestido de verde rs), senti-me muito à vontade na festa de encerramento de vocês!
Gente muito boa e de muito alto astral!
Confesso que fiquei desconfiado com o convite do Isael pra dar uma "passadinha" numa festa de cruzeirenses. Mas logo no início fui muito bem recepcionado pelo pessoal e a noite foi ótima.
Alguns até mandaram pra valer no microfone enquanto eu tocava: a Michele, o Thiago e o Felipe!
Boicotaram o Geraldo e não o deixaram cantar! Sacanagem...
Não lembro o nome de todos que estavam lá, mas parabenizo a todos pela iniciativa de se encontrarem, pela "barca" semanal, pelo BLOG e pela solidariedade "uma balada pra quem precisa"!
Continuem assim ano que vem e nos outros também! Será um prazer curtir alguns jogos...
Edu, grato pelas palavras e pela propaganda. Enviarei meus contatos pra você.
Mauro