domingo, 12 de outubro de 2014

Lambança


O Cruzeiro fez hoje a sua pior partida no Campeonato Brasileiro. Perder nem sempre reflete o futebol mostrado em campo. Contra São Paulo FC e Atlético, mesmo com a derrota, fiz questão de defender o time pelo bom futebol praticado em campo. Hoje não. Foi um placar justo e fruto de 3 falhas grotescas da nossa defesa.

Eu até gostei da escalação do M. Oliveira, mas nem tivemos chance de ver se ela funcionaria. Logo aos 14 minutos, em cruzamento pela direita, Dedé corta uma bola que iria certeira na mão do Fábio e fez um golaço... contra.

Há de se destacar que o lance que originou o gol começou em um erro infantil de Egídio na saída de bola.

O Cruzeiro até teve chances de fazer o gol de empate, mas pecou nas finalizações. Na principal delas, M. Moreno perdeu um gol incrível em uma cabeçada sem goleiro.

Para o segundo tempo, M. Oliveira colocou William no lugar de Níltom e o time iniciou uma pressão, aparentava estar mais organizado.

Mas uma falha grotesca do Manoel, em lance que lembrou aquele fatídico erro de recuada de bola do Dedé para o Fábio na primeira partida da C. Do Brasil – ano passado – contra o mesmo Flamengo, deu uma pixotada similar a de seu companheiro de zaga e deixou Canteiros livre para fazer o segundo.

Minutos depois, o goleiro do Flamengo deu um bicão para frente e Manoel falhou novamente, deixando Alecssandro livre para cruzar e Gabriel descontar.

Foi um jogo tenebroso, um dia para ser esquecido e para ligar o sinal vermelho na Toca da Raposa.

Desfalcado de E. Ribeiro, R. Goulart e sem poder contar com os reservas imediatos e jogadores importantes como Dagoberto e Júlio Batista, nosso elenco mostra não ser tão superior assim.

Pior ainda que, em todas as últimas derrotas, sempre tem sido erros individuais que estão nos custando pontos importantes.

É hora de torcermos especialmente para a volta da dupla E. Ribeiro e R. Goulart. Eles fazem sim a diferença.

Cobrar é preciso, mas a pergunta que fica agora é: Que tipo de torcedor é você?

a) Um que vai começar a xingar e criticar o grupo, mesmo sabendo que estamos desfalcados e com problemas e que isso só colabora para o clima de tensão e negativismo.

b) Um que vai, mesmo sabendo que o time caiu de produção, apoiar e mostrar que quando falta time a torcida faz diferença.

Eu vou no time dos que vão apoiar até o fim. Até porque, este time está com o Cruzeiro na primeira posição desde o ano passado. Algum mérito eles devem ter, não é mesmo?

Na pior crise do Cruzeiro nos últimos 2 anos, estamos a 6 pontos do segundo colocado. Quem dera toda crise fosse assim... rs

Eu também tenho minhas preferências. As vezes, acho que o M. Oliveira vai mal. Prefiro fulano a beltrano no time titular... Mas se tem uma coisa que este GRUPO me provou é que ele é unido e que merece meu voto de confiança.

Por isso, torço que você – assim como eu vou fazer - permaneçamos fechados com o Cruzeiro acima de tudo.

Hoje, pontualmente hoje, um time que não teve defesa, fica sem a minha defesa. Mas, pelo conjunto da obra, continua a contar com minha confiança e apoio.


Vamos Cruzeiro. Apesar do tropeço, continuamos firmes e fortes na luta pelo Tetra.

Nenhum comentário: