domingo, 20 de outubro de 2013

Aí ele chamou o Luan...



Este time quer mesmo ser campeão?

Sério... Tem horas que eu me faço esta pergunta vendo o futebol do time nestas últimas rodadas. É preciso descobrir o que anda acontecendo com o time urgentemente.

Eu sempre estive (e ainda estou) confiante no título. Não pelos pontos de vantagens que temos ante os adversários, mas sim pelo futebol do clube. Estou cansado de repetir que sempre elogiei o time, mesmo em derrotas, pelo bom futebol que mostrou em outras oportunidades. Mas parece que a possibilidade de título vem desestabilizando o time celeste. Só pode.

Não posso cobrar vitórias, pois vencer ou perder faz parte do jogo. Mas tenho todo direito do mundo de cobrar POSTURA. É isso que vem faltando ao Cruzeiro.

Com todo respeito ao Coritiba, hoje, mesmo jogando fora de casa, o Cruzeiro – até então, melhor time do returno – estava jogando contra o lanterna da segunda metade do campeonato. Porra, será que não dava para mostrar um pouco mais de vontade e correria, como já fizemos outras vezes com adversários mais bem preparados e competitivos? Será que este time tem consciência de que está brigando pelo título?

E não me venham com a desculpa do ‘cansaço’. Todo mundo está jogando o mesmo número de partidas e todos, cada um com sua luta, vem correndo e se matando em campo. Menos o Cruzeiro, quando joga fora de casa.

Hoje, ante o Coritiba, o Cruzeiro foi um time preguiçoso. Pouca, ou quase nenhuma movimentação. Erros de passe e um meio de campo frouxo, além de uma participação pífia de nossos laterais.

Gente... eu gosto do Ceará. Mas com o Mayke VOANDO e jogando bem, custa dar mais chances para o garoto? O Henrique pouco tem somado ao time em mobilidade e marcação. E o Everton Ribeiro inexistiu na partida de hoje.

Marcelo, cadê o uso do elenco?

O retrato da passividade do time veio em gol legítimo, marcado pelo Dedé e mal anulado pelo juiz. NINGUÉM reclamou com veemência! Como castigo, na sequência, em um erro de marcação do meio celeste, Geraldo carregou a bola livre e enfiou para Carlinhos fazer 1x0.

Aí o M.O. chamou o Luan...

Juntamente com Dagoberto, pedido pela torcida. Mas, sério, Marcelo Oliveira?... LUAN? Cadê aquela inversão de jogo com o Ceará indo para a esquerda e o Mayke na direita?

Para piorar, Bruno Rodrigo, que vinha fazendo uma partidaça ao lado do Dedé, sentiu a parte posterior da coxa, em uma lesão que todo Cruzeirense tem que rezar para não ser grave.

O Cruzeiro ainda empatou, em pênalti inexistente, com Dagoberto. Mas, em outro retrato da malemolência celeste, tomou um segundo gol em lance que o Ceará – péssimo na partida de hoje – PAROU de marcar pois estava sem chuteira.

Porra! VAI NA BOLA CEARÁ!

Carinhos recebeu e cruzou para Keirrisson (juro para vocês, tomamos gol do Keirrison) fazer 2x1 para o Coritiba. Não preciso dizer mais nada, né?

Sinceridade? Este campeonato não está ganho e o Cruzeiro precisa recuperar o seu bom futebol se não quiser perder este caneco. Estes jogadores, juntamente com o M. Oliveira tem que conversar e descobrir o que eles podem fazer para dar um chacoalhão no time do Cruzeiro.

Nossa ‘sorte’ é que os adversários celestes estão perdendo também, mas a distância agora é de 9 pontos. Mais preocupante que isso é o fato de termos 3 derrotas nos 4 últimos jogos.

9 pontos é muito? Sim, é. Mas o peso psicológico de ver esta gordura sumindo jogo a jogo também é grande e ainda existem muitos pontos a serem disputados.

É preciso menos ‘oba-oba’ e mais futebol. É preciso que a torcida cobre o time e incentive. Que LOTE o Mineirão no próximo jogo, pois não existe partida fácil. Todo mundo briga por algo no Brasileirão. Nos resta torcer para que a nossa vontade de ser campeão seja maior.

Agora é fazer a lição de casa, torcer contra os adversários e ter mais disposição para se jogar fora de casa.

Ainda estamos na briga. 9 pontos a frente e um jogo a menos. Mas se não tiver futebol de verdade, isso não será o suficiente.

Este time tem que entender que, a esta altura, estará marcado na história de qualquer jeito. Seja como Campeão Brasileiro, seja como a maior bobeada da história da competição.

E aí, time... em qual destes grupos vocês querem ser lembrados?



Força Cruzeiro! Estamos juntos nessa luta.

Nenhum comentário: