domingo, 3 de março de 2013

Pratas da casa decidem.


Retranca é pouco para definir o que os time de interior tem feito quando enfretam o Cruzeiro. Ontem não foi diferente na partida contra o Tombense. O detalhe fica por conta de uma certa afobação do time celeste, que sabe de sua superioridade e na ânsia de marcar o primeiro gol, não capricha tanto naquele toque final.

Mas tudo faz parte ‘do plano’. Nosso time ainda busca entrosamento e o encaixe perfeito de peças fundamentais, como do armador Diego Souza e a recuperação de Dagoberto e Borges, por exemplo. Coisas que virão somente com jogos, que tem sido bem raros para a raposa (apenas 4 oficiais disputados).

Ontem, quando Anselmo Ramon se machucou, o jovem Vinícius Araújo tomou o seu lugar e mostrou que tem estrela, fazendo o primeiro gol da raposa aos 37 minutos, depois de pegar o rebote do chute de Éverton Ribeiro.

Minha expectativa era de que o gol daria tranquilidade para a raposa tocar melhor a bola e conseguir a sua goleada. Mas a Tombense decidiu sair um pouco mais para o jogo e chegou a criar muitos problemas para o Cruzeiro. Fábio chegou a operar um milagre em chute de Joílson (ex-Cruzeiro), a queima roupa, no segundo tempo.

O Cruzeiro tinha dificuldades, mas também criou chances. Aos 27 da etapa complementar, Vinícius Araújo fez jogada pela esquerda, cruzou para o meio da área e encontrou Everton Ribeiro livre para fazer o 2º da raposa.

Pouco depois o Tombense diminuiu. Aos 33, Adeílson fez o gol dos visitantes e chegou e ‘pressionou’ o Cruzeiro.

O Diego Souza, de quem esperamos muito, ainda não se encaixou no sistema, tão pouco parece ter 100% do seu condicionamento físico ideal. E quando ele saiu (aplaudido pela galera), Elber tomou o seu lugar e comprovou que a noite era mesmo dos pratas da casa.

Aos 44, ele arrancou e fez tabela com Dagoberto que, na devolução da bola, deu um passe maravilhoso para que o Elber enchesse o pé, marcasse o 3º e desabafasse na comemoração. Durante a semana, chegou-se a cogitar que ele seria emprestado para outra equipe.

Fim de jogo, mais 3 pontos e muitas lições.

A primeira é que temos que ter calma com o time. O entrosamento virá com o tempo e com os jogos.

A segunda é que precisamos ter mais calma e humildade. O gol não sairá na força, mas sim na técnica e na superioridade. A humildade fica por conta de se jogar o ‘simples’. Ontem vimos jogadores como o Luan e mesmo o Nilton perdendo passes e toques fácil por preciosismo, por querer ‘firular’ o que precisa e deve ser simples.

A terceira, e talvez a mais importante, fica pro Marcelo. Olho na garotada celeste! Tudo bem que o Mineiro serve para testes e para se recuperar jogadores importantes. Mas quando o bicho pegar, tem que jogar quem estiver melhor. E a nossa garotada com Vinícius, Alisson e Elber tem mostrado que tem condições de brigar pela vaga.

Um comentário:

Ducamigo disse...

Concordo Edu...
A garotada ta detonando e tem dado velocidade ao nosso time. Diego Souza ainda vai precisar de tempo mesmo e talvez no brasileirão ja esteja no topo novamente...acredito que todos nesse time tem condições de jogar, mas so temos vaga para 11 infelizmente...2013 é nosso!!!