quarta-feira, 5 de setembro de 2012

Viramos lá, viraram cá.



O Celso Roth tinha um plano. Marcar tudo o que podia e não podia e tentar beliscar um golzinho. Com isso o Botafogo tocava bem a bola e dominava a partida, enquanto os cães de guarda azuis defendiam a todo custo nossa área. Até que aos 18, Tinga fez seu primeiro gol pelo Cruzeiro em rebote de chute do Borges.

Aí o Cruzeiro decidiu jogar bola, colocou a bola no chão, acuou o Botafogo e perdeu um gol incrível com Éverton. E quanto estava melhor em campo, tomou não um, mais dois do Seedorf, em pouco mais de um minuto.

Foram duas falhas ridículas de marcação, e o time sentiu o golpe. A torcida sentiu o golpe. E para o segundo tempo o Roth decidiu arriscar, sacando o Wallyson – que fez outra partida péssima – e o Sandro Silva para colocar W. Paulista e Élber.

O time até chegou a ensaiar um bom futebol. Mas em lance de contra-ataque, Seedorf – com 89 anos – ganhou a corrida de Leandro Guerreiro e tocou para um Andrezinho livre fazer 3x1 Botafogo e cravar números finais a partida.

3 gols, 3 falhas de marcação e 3 provas de que UM jogador pode fazer toda a diferença. E, hoje, nossa diferença não estava em campo. Ainda houve tempo para o juiz não marcar um pênalti no Souza e também para o Éverton perder outro gol absurdamente claro.

Foi um dia de derrotas para o Cruzeiro dentro e fora do campo, pois o clube recebeu ainda uma punição de 6 jogos sem poder jogar em BH, devido os incidentes do clássico.

Agora, mais uma vez, órfãos de nossa casa... cabe ao time levantar a cabeça e sacudir a poeira em busca dos pontos que faltam para a cota de 45.

E, para acabar com esse dia ruim para nosso time, deixo aqui uma pergunta no ar: qual seria o crime cometido pelo garoto Lucas Silva que não volta mais ao time, mesmo tendo jogado todos os seus jogos MUITO bem?

Tomara que o Montillo e o Ceará possam voltar logo pois é evidente a falta que eles fazem ao Cruzeiro.

De qualquer modo, domingão tamo lá’, garrado na Sampa Azul.

Força Cruzeiro!

Nenhum comentário: