segunda-feira, 3 de setembro de 2012

Pequenas Alegrias.


Em sua busca implacável por um lugar no G4, o Cruzeiro buscava contra o Náutico a sua segunda vitória seguida, em um daqueles joguinhos que nós cruzeirenses aprendemos a respeitar. 

Para começar, entramos em campo sem o Ceará e o Montillo, o que para alguns torcedores é quase metade do time... (rs) Mas por outro lado tínhamos o fator campo e torcida ao nosso favor e isso precisava fazer a diferença. Não poderíamos – como no jogo contra a Ponte, perder preciosos pontos em casa para times ‘de menor expressão’.

Mas com a bola rolando, o primeiro tempo foi de doer. O time do Cruzeiro pouco criou e ainda fomos obrigados a assistir o time do Timbú tocar a bola com mais objetividade e eficiência que nosso time. Com Araújo, velho conhecido da torcida celeste, o time nordestino criou boas chances e atormentou do Fábio em algumas ocasiões.

Já do lado do Cruzeiro, muitos erros de passe. Souza, substituto do Montillo, não conseguia render nada próximo ao futebol do argentino. O jogo era chato e sem muitas perspectivas.

Mas no segundo tempo, as coisas mudaram.

Os times voltaram iguais, mas o ânimo celeste era diferente. O Cruzeiro voltou mais organizado e passou a criar mais jogadas ofensivas, porém sem a pontaria necessária para abrir o placar.

As tantas, Charles saiu lesionado para a entrada do W. Paulista e o time ficou ainda mais ofensivo. Tanto que o gol saiu aos 29 minutos, em jogada de falta batida por Éverton que, depois de um bate rebate, encontrou o matador Borges para fazer Cruzeiro 1x0.

Aos 36, o Timbú perdeu um gol incrível com Kim, tentando marcar de letra. Como castigo, minutos depois, arrancada de W. Paulista pela esquerda, ele tocou para Éverton que rolou para um belíssimo chute do garoto Élber, que havia entrado a pouco na partida, e fez o seu primeiro gol como profissional.

Ainda houve tempo para o W. Paulista fazer o seu golzinho no finzinho do jogo. E, embora tenha sido próximo a marca do pênalti, este foi com a bola rolando.

Vitória elástica, maior que o futebol apresentado pelo Cruzeiro no jogo todo, mas do tamanho do futebol do segundo tempo e da nossa necessidade. Agora é focar geral para buscar mais 3 pontos, ainda em casa, contra o Botafogo, na próxima quarta-feira.

Num é nada, num é nada, somos os líderes do returno... (rs)



Um domingão mais do que bacana para nossa torcida, em especial aos amigos que mais uma vez lotaram a Sampa Azul.

Parabéns ao time, a nossa torcida e como sempre...

Vamos Cruzeiro!

Nenhum comentário: