sábado, 7 de julho de 2012

Páreo duro.


O Cruzeiro foi ao RS para duelar contra o Inter e o seu quadrado mágico, formado pelo trio “Dá, Dá, Dá” (Leandro Damião, Dagoberto e Dalessandro) + Oscar. Um desafio e tanto para este novo time treinado por Celso Roth.

Pena mesmo foi o resultado do jogo pois o Cruzeiro correu mais, marcou mais, tocou mais, brigou mais, criou mais… só que também levou mais gols. Foram 2, para ser mais preciso, ambos com o Matheus fora de posição. O primeiro em uma bola perdida pelo W. Magrão, que não foi mal, mas não manteve o mesmo nível dos demais na partida.

Fosse boxe, seria uma daquelas lutas em que perderíamos nos pontos, mesmo com a impressão de ter batido mais no adversário. O nosso golzinho foi marcado pelo Leo, de bicicleta, em bola que sobrou dentro da area.

O próximo desafio do Cruzeiro é contra o Grêmio, no Independência, e a presence do torcedor é fundamental.

Apesar da derrota, o futebol apresentado pelo time foi muito bom. A disposição, a entrega, a marcação… faltou apenas o gol. E, para isso, o Borges está chegando na Toca.

Bola pra frente Cruzeiro. Vamos que ainda temos muito o que mostrar.

Nenhum comentário: