sábado, 13 de agosto de 2011

Ressureissão?


Enfim, um jogo que vale a pena comentar no Blog! Neste sábado o Cruzeiro resgatou os gols que estava economizando nas partidas anteriores e goleou o Avaí, em Uberlândia. Um jogo para somar preciosos pontos, e um pouco de saldo de gols também.

Casa nova, atitude nova.

Para fugir da série negativa que assombrava o time da Toca, o Cruzeiro mudou de Sete Lagoas para Uberlândia. Mas embora o time fosse uma atração nova na cidade, o público que compareceu foi do tamanho do futebol que o Cruzeiro apresentou nas últimas 4 partidas antes dessa: pequenininho. Porém os poucos que foram ao estádio tiveram bons motivos para comemorar.

Além da casa nova, o ataque também era inédito, com Anselmo Ramóm jogando ao lado do W. Paulista, que voltou das férias que teve no time do Palmeiras.

Logo nos primeiros minutos, Montillo enfiou um passe maravilhoso para Anselmo Ramóm, que driblou o goleiro e – para relembrar o Inacreditável FC se sua estréia – chutou para fora e perdeu um gol feito. Para piorar, logo na sequência o Avaí enfiou uma bola na trave do Fábio, em um estiloso chute de voleio de Rafael Coelho.

O Cruzeiro subia com perigo e levava constantes contra-ataques, sempre pelo lado esquerdo do campo. E assim o jogo seguiu até os 26 do primeiro tempo. Se o ataque inédito ainda não havia feito gols, o Fabrício bateu no peito e disse deixa comigo!. Roger lançou o volante que entrou em velocidade e arrematou para fazer Cruzeiro 1x0.

O segundo não demorou a sair. Aos 34 Roger bateu falta com velocidade, tocou para Vítor que cruzou na área para que o zagueiro do Avaí, em conjunto com Anselmo Ramóm, empurrassem a bola para o fundo do gol. 2x0.

E cabia mais. Em perdida de bola bisonha do zagueiro Welton Felipe do Avaí, WP9 saiu em disparada para o gol até ser derrubado com uma rasteira pelo mesmo zagueiro da lambança. No lance o Avaí teve este jogador expulso. Pênalti marcado e muito bem convertido pelo Montillo. E olha que o placar poderia ter sido ainda maior, se o mesmo Montillo não tivesse perdido mais um pênalti que o juiz marcou aos 46 do primeiro tempo.

Mais dois para fechar a conta.

O Cruzeiro voltou com a mesma formação. E com 1 jogador a mais, o jogo ficou morno pois o time estrelado parecia estar contente com a vitória. Embora com menos homens em campo, o Avaí ainda tentou algumas jogadas, mas sem efeito.

A torcida estava feliz e queria mais. E não é que o papai Joel também queria? Ele sacou Roger do time para colocar o Thiago Ribeiro, que voltava de contusão. Logo depois renovou o fôlego do ataque com Ortigoza no lugar de WP9. E não é que deu efeito... e em dose dupla!

Aos 36, Thiago Ribeiro recebeu ótimo lançamento de Montillo e retornou aos gramados em grande estilo, marcando o 4º gol do Cruzeiro e encerrando um jejum de 4 meses sem marcar.

E aos 38 minutos, o gol mais bonito da partida. Ortigoza recebeu a bola, invadiu a área, brigou com os zagueiros, vez um volteio maroto com o corpo e chutou uma bola no canto do goleiro do Avaí. Golaço com muita categoria.

Era difícil de acreditar que este mesmo time estava passando uma seca tão grande de gols. Nos resta torcer, mais uma vez, para que desta vez o time engrene de verdade e não nos cause mais surpresas desagradáveis daqui para frente.

Aliás, falando em torcer, embora a fase do time não esteja das melhores, vale a pena reforçar para todos os torcedores que moram em São Paulo que a Sampa Azul continua firme e forte sempre. Parabéns aos guerreiros que nunca falham.


Hoje foi dia de resgatar os gols economizados. Como dizia minha vó, quem poupa tem! Mas, por favor, heim Cruzeiro... sem economias daqui para frente.

Vamos Cruzeiro!

Ps. Feliz Dia dos Pais para todos os papais!

2 comentários:

Duca disse...

Foi d+...
Vamos Cruzeiro...Pra cima deles...

Destaque dessa foto batida pelo Edu vai para Amanda que deve ter aparecido pela primeira vez em uma foto da Sampa Azul...kkkkkkkkkkkk...

Anônimo disse...

ZEEIIIIIROOOO!!!!! HJ TÔ GARRADO NO QG!!! ATÉ MAIS PARA TODOS, BOMFIM