domingo, 29 de maio de 2011

Acorda, Cruzeiro.


Hoje foi dia de clássico de Palestras na Arena do Jacaré, em partida entre Cruzeiro e Palmeiras. Graças aos inúmeros gols perdidos pelo Cruzeiro, o placar ficou em 1x1, e o time mineiro na parte de baixo da tabela.

O Jogo.

O Cruzeiro até que jogou bem a partida de hoje. Cuca apostou no 4-3-3 para fazer o time voltar aos trilhos da vitória. No gramado, até que o time respondeu ofensivamente e teve boas chances na primeira etapa. Primeiro com um belo chute de Wallyson que explodiu na trave, aos 7 minutos. Aos 28 – na jogada mais bonita da partida – depois de ótima tabela entre Montillo e Henrique, Gilberto chutou para uma defesa milagrosa do goleiro Marcos.

O time jogava bem e era superior. Mas na volta do segundo tempo, o Cuca sacou o Brandão para colocar Anselmo Ramón. Mas espera um pouco... Anselmo Quem?

O danado do Brandão espera ‘uma cara’ para começar a jogar, ter lá a sua oportunidade e é sacado no intervalo do jogo para entrada de uma aposta? Ele não aguentaria mesmo – depois de 15 minutos de descanço – jogar 10 minutos que seja?

E Cuca... Jogo difícil, contra um time grande como o Palmeiras. É mesmo a melhor hora para testar jogadores?

E logo aos dois minutos, depois de passe de Montillo e ótima arrancada de Wallyson, o camisa 7 tira a bola de Marcos e toca a bola do jogo – COM GOL LIVRE – para o Anselmo Ramon. E ele conseguiu perder com o gol escancarado, tropeçando na bola.

Vou abrir um parenteses neste momento. O tal do Anselmo Ramom não fez uma má partida, tem lá o seu futuro... Mas um jogador PROFISSIONAL, que veste a camisa do CRUZEIRO não tem o DIREITO de perder um gol feito daqueles.

Como castigo, em um contragolpe – uma das poucas bolas do Palmeiras, Luan fez Palmeiras 1x0 chutando uma bola no ângulo de Fábio. O Cruzeiro era melhor, não merecia perder. Mas quem não faz, toma. E para mudar o panorama do jogo, o Cuca sacou do time Thiago Ribeiro e colocou o Ortigoza.

De tanto martelar, o Cruzeiro conseguiu o empate justamente dos pés do tal Anselmo Ramón. Depois de escanteio cobrado pela esquerda, a bola sobrou para ele fazer o gol de empate.

E daí até o final da partida foi o Cruzeiro tentando fazer o gol da vitória e o Palmeiras se segurando. Mas o jogo terminou mesmo 1x1. Muitos dizem que é apenas a segunda rodada. Mas fazer apenas 1 ponto nestes 2 jogos é muito pouco para quem almeja o título.

O Cruzeiro fez tudo hoje, criou jogadas, atuou bem... só faltou aquele detalhe que tem nos segurado SEMPRE nos últimos anos. A porra de um atacante descente que decida as partidas.

Anselmo Ramón...

Aposta é para ser feita em Cassino. Tomara que a diretoria perceba logo isso e o Sr. Cuca também. Precisamos URGENTEMENTE, reencontrar o caminho da vitória.

Nenhum comentário: