segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Levante, sacuda a poeira e dê a volta por cima...

Não, caros amigos... não foi motivado pela tristeza de uma derrota doida que não publiquei o post logo após a partida. Graças a compromissos profissionais, não pude assistir nada além do que o primeiro tempo da partida contra o Santos. (sorte minha!)

Hoje, depois de ver os gols e conversar com amigos que foram até a Arena Barueri, pude registrar a partida em nosso Blog.

O primeiro tempo que assisti teve um jogo muito movimentado, com ambos os times criando muitas chances. Era uma partida bastante equilibrada, mas pessoalmente achei o Cruzeiro levemente superior.

Ainda no primeiro tempo, veio o lance que poderia ter mudado a história da partida. O trio de arbitragem – mais uma vez – anulou um gol legal do Cruzeiro por um impedimento inexistente.

Se mantivesse a pegada, o time azul – que havia enfiado uma bola na trave além do lance do gol – poderia sair com a vitória.

Infelizmente a partida virou.

O time voltou menos ligado para a etapa complementar. O Santos fez 1x0 e o Cuca colocou o Roger e o Elicarlos em campo, deixando o time com menos marcação contra o veloz Santos. Logo depois, o time alvi-negro teve um jogador expulso.

O Cruzeiro tinha tudo para empatar e até virar a partida com um jogador a mais, só que quem ampliou foi o Santos, em cabeçada de Edu Drascena. (pelo que ouvi, este gol foi impedido, o que seria a segunda garfada da partida).

Thiago Ribeiro ainda descontou em belo chute de primeira. Mas ai veio a mudança que estraçaiou o time novamente. Cuca sacou o Diego Renam que vinha fazendo uma boa partida e colocou o Robert – de longe – uma das piores contratações do ano.

Com menos gente marcando, mesmo com 1 a menos, o Santos fez 3x1 em um golaço de Alex Sandro – que teve direito a drible da vaca e chapeuzinho no Fábio. E fechou a conta com Neymar, que no meio de 3 marcadores, fez a festa e passou por todo mundo para fechar a conta por 4x1.
Um segundo tempo para ser apagado da memória. Dolorido, pelo futebol que o time vinha apresentando.

O juiz influenciou? Sim, influenciou... pois sai na frente de uma partida tão equilibrada faz toda a diferença. Mas quando se toma 3 gols jogando com um jogador a mais, qualquer argumento vai por terra.

O negócio agora é levantar a cabeça, sacudir a poeira e dar a volta por cima. Até porque, o time vinha de 9 jogos invictos, sendo 7 vitórias. Estamos forrados de desfalques e muitos dos jogadores que jogaram voltavam de um longo período de inatividade.

Se o “mestre Cuca” parar de inventar, fizer o feijão com arroz, e entender que o Robert é nulo, não vamos nos expor tanto e podemos retomar o rumo das vitórias.

Tinhamos crédito, mas não podemos mais bobear. Agora é contar com a força de nossa torcida para lotar a Arena do Jacaré e vencer mais um duelo dificílimo com um dos lanternas da competição.

Há de se registar que muitos amigos da Sampa Azul foram até a Arena Barueri e marcaram presença representando bonito a torcida celeste em campo. Mas o Marquinhos também foi, e sem meia... (o pé frio... rs)

Vamos Cruzeiro. Campeão que é campeão supera todas as adversidades.

3 comentários:

Fluzão Eterno disse...

Criei um blog sobre meu time de coração que é Fluminense e gostaria de perguntar
se você poderia me ajudar fazendo uma parceria de link comigo,desde já muito
obrigado e parabéns pelo seu blog:
http://fluzaoeterno.blogspot.com/

Fluzão Eterno

Marquinho disse...

Não foi culpa do Cuca e sim dessa merdas de atacantes que erram gols fáceis!
Cuca tem que por o time pra frente mesmo!
Ou vocês acostumaram com a covardia do fdp do Adilson???

Duca disse...

Com o Robert "mosca morta" e Wallyson "perna de pau" num vamos poder contar com o ataque reserva nunca...O lixo!!!
Manda eles se ferrarem Perrela...Coloca os da base que são melhores q esses idiotas...