sábado, 20 de fevereiro de 2010

É Flanelation... tion...

Quando jogam Cruzeiro e Atlético todo mundo sabe o que vai acontecer: vitória do Cruzeiro no campo e nas arquibancadas. Hoje não foi diferente, mas se engana quem diz que não teve novidade no Mineirão.

A primeira delas foi a "Operação Flanelinha" realizada pela torcida do Cruzeiro, que promoveu uma homenagem ao time Atleticano que guardou nossa vaga na Libertadores 2010 direitinho. A festa azul e branco teve o reforço do laranja de milhares de flanelinhas que coloriram as arquibancadas e divertiram toda a torcida cruzeirense. Criatividade e atitude que foram recompensadas com um 3x1 dentro de campo.

A outra novidade foi a estréia de Roger "Secco", que entrou bem, mudou a cara do jogo, fez um golaço e ainda se vestiu de Raposão na comemoração.

O jogo.

O primeiro tempo foi truncado. O Cruzeiro mantinha a posse de bola e desarmava bem o adversário, mas as chances mais agudas vinham do lado atleticano. Aos 22 minutos, escanteio para o Cruzeiro e Gil cabeceia uma bola que resvala no zagueiro atleticano e abre o placar do jogo. Cruzeiro 1x0.

Ainda no primeiro tempo, Jairo Campos empatou a partida para o time emplumado. Aos 31 minutos, após uma defesaça de Fábio, ele pegou o rebote e empatou a partida.

O Cruzeiro voltou para o segundo tempo com Pedro Ken no lugar de Diego Renam, e com isso o time ficou um pouco perdido em campo. O Atlético jogava nos contrataques e era mais perigoso na partida. Tanto que, logo no início da etapa complementar, Tardelli marcaria um gol legítimo anulado pelo banderinha. (Azar do Atlético… he he he)

E para os chorões de plantão, que vão creditar a arbitragem a derrota cacarejante, é bom lembrar que, aos 13 minutos, o juizão não marcou um pênalti claro em Kléber, que recebeu um pisão no peito de um jogador do Atlético. Jogada para cartão vermelho.

Aos 27 do segundo tempo, Roger Raposão Secco fez a sua estréia pelo Cruzeiroe mudou o panorâma da partida com ótimas enfiadas de bola, buscando jogo e cantando jogadas para os companheiros. Não havia um cruzeirense que não tivesse convicção que ele estreiaria com gol.

Aliás, o segundo gol celeste nasceu justamente dos pés dele, que cobrou um escanteio na medida para Leo Silva (o carrasco do galinheiro) desempatar a partida aos 37 do segundo tempo.

O gol incendiou a torcida celeste (no Mineirão e na Sampa Azul). Ao som o de "Flanelation" a torcida assistiu Roger fechar a goleada com chave de ouro. Aos 43 do segundo tempo, o meia dominou a bola e bateu bonito de fora da área, cravando 3x1 no placar e o fim de qualquer pretensão atleticana na partida.

Diversão garantida.

Apesar de o jogo de hoje ser como o time do Atlético (ou seja, não valia nada), sempre é bom ganhar da equipe cacarejante de Lourdes. Se no Mineirão a torcida celeste fez bonito, há de se registrar que a galera da Sampa Azul não ficou atrás.

Fizemos nosso mozaico de flanelas, cantamos, gritamos, vibramos… Uma festa qu cgamou a atenção de todos que passavam na Av. Brigadeiro, aqui em Sampa.

Galera da Sampa Azul adere a brincadeira das flanelinhas.
No Mineirão ou no QG da Sampa Azul, a torcida do Cruzeiro é show de bola!

Nos divertimos muito com os gols, com a choradeira atleticana e com o decadente Luxemburgo, que tomou um toco do Cruzeiro, foi provocado pela torcida celeste e saiu distribuindo bananas. A atitude só fez por divertir ainda mais a nação azul.

Aliás, uma cena lamentável daquele que, outrora, já foi o melhor técnico do Brasil.

Parabéns a toda torcida celeste, no Mineirão, em Minas e especialmente aos guerreiros que LOTARAM a Sampa Azul neste sábado.

Abaixo algumas fotos de hoje e um videozinho para dividir com os cruzeirenses, Brasil a fora, um pouco de nossa energia. Mais fotos estão disponíveis no acervo da Sampa Azul.

O próximo encontro dos guerreiros será quarta que vem e você está convidado. Vamos vamos Cruzeiro!

Muita gente presente. Quando o prato é "galinhada", o QG fica abarrotado.
Acima, 1/3 dos amigos que foram no sábado.

Hoje teve até atleticano na Sampa Azul. Mas esse ai está aprovado, é pé quente! Pena que eu desconfie que ele não volte mais la... rs
(A Sampa Azul dá show até nisso. Torcemos "lado a lado" com nosso rival no maior clima de respeito, amizade e paz. Quem dera este espírito também se espalhasse pelos estádios).

2 comentários:

Jairo da Silveira Barbosa disse...

Vamos vamos cruzeiroooooooooo..... Frango safado e sofredor... QG do Galo: Rua Gay Caneca, 6924...

TOMA FRANGOOOOOO.... ZEROOOOOOOOOOOOO....


Mostra para os atleticanos como são seus torcedores, precisa do cruzeiro até para ver o jogo aqui em São Paulo...

Geraldo Henrique disse...

Normal!! Precisamos urgentemente de um rival em MG!! Não tem mais graça!

ZÊÊÊÊROOOOOOO!!!