quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

2010 Começou Azul!



Placar elástico, artilheiro arrebentando, goleiro batendo marca histórica... Foi assim que a nação celeste começou 2010, ano em que poderemos esquecer 2009 e ganhar tudo. (Ou será que veremos o time amarelar de novo?) Bom, o jeito é torcer como sempre para as conquistas.

O jogo desta quarta tava mais pra "jogo-treino". Bastante toque de bola e poucas faltas, até acontecer um pênalti no meia Bernardo. Kléber Gladiador, que apesar do gol salvador contra o Santos na última rodada do brasileirão 09 ainda carregava a desconfiança de parte da torcida, foi par a cobrança com paradinha e...... ERROU!

Parecia estar nervoso pois, logo depois, perdeu outro gol "cara a cara" com o goleiro do Uberlândia.

Aos 32 min, o garoto Diego Renan arriscou um belo chute de fora da área que explodiu na trave adversária, sobrando para Thiago Ribeiro completar no rebote e abrir o placar - e o ano - cruzeirense.

Já no fim da primeira etapa, Kléber recebeu um lançamento, passou pelo goleiro e empurrou para as redes completando o placar do primeiro tempo. O curioso foi que ele não comemorou o feito.

Veio a segunda etapa e com ela a chuva... Uma chuva de gols para agitar a nação celeste. Aos 17 minutos, Kléber foi empurrado na área e o juíz marcou mais uma penalidade a favor do Cruzeiro. Dessa vez o Gladiador, sem paradinha, foi lá e converteu o gol, comemorando com a Máfia.

O quarto gol também foi especial. Em seu oitavo jogo com o manto celeste, Caçapa enfim marcou seu gol com pinta de atacante. O zagueirão dominou e bateu com confiança para o 4º gol. (Vejo ele como um jogador mais efetivo do que Thiago Heleno, por exemplo).

Quanto mais a chuva apertava, mas o Cruzeiro se soltava. Aos 38 minutos, Marquinhos Paraná entrou livre na área mas perdeu o gol. No rebote, a bola sobrou para o Guerrón que parou, fez que ia pra dentro, mas enfiou um cruzamento milimétrico para o Kléber, o nome do jogo, marcar seu terceiro gol, o quinto do cruzeiro.

De mão cheia, o torcedor já estava contente, mas pelo jeito os guerreiros não. Tanto que um minuto depois, Diego Renan fechou a goleada azul, marcando 6 a 0 no placar do Mineirão.

Ótima estréia, mas mem muita festa. Agora é hora de concentrar para o nosso maior objetivo, a Libertadores, que por pouco não veio para nossas mãos ano passado.

Marca Histórica de Fábio:

Quem teve um motivo especial para comemorar foi o goleiro Fábio, que alcançou a marca de 306 jogos com a camisa estrelada se igualando ao goleiro Dida, que até então era o terceiro goleiro que mais vestiu o manto sagrado.

O goleiro - campeão da Copa do Brasil pelo Cruzeiro em 2000 sem entrar em campo, agora segue firme em busca de novos títulos e de mais jogos para ultrapassar o ídolo Raul, campeão da libertadores em 76 que tem a marca de 557 jogos com a camisa cruzeirense.

Parabéns guerreiro! Que você tenha muito mais jogos defendendo o nosso cruzeirão e que venham os tão sonhados títulos que todos nós esperamos e merecemos. São os votos da SAMPA AZUL!

Zêrooooooo!

2 comentários:

Edu Mano disse...

Ótimo começo de ano... Tomara que todo jogo seja 6x0 pra gente... hahaha

É isso ai galera. E quem quiser fazer como o Marquinho e comentar o jogo da rodada, basta enviar os seus comentários para o e-mail sampaazul@gmail.com

Geraldo Henrique disse...

Boa!